CAROLINE RONCONI

NEWSLETTER

Receba as publicações do site!

 

COLUNA ALE CASTRO: Como evitar o efeito bola de neve no cartão de crédito?

COLUNA ALE CASTRO

7 de julho de 2017

Vamos começar o texto dessa sexta?!

Que mulher resiste à tentação do cartão de crédito? Ah, vamos ao shopping comprar umas coisas que estou precisando? E lá vamos nós com o grupo de amigas para uma tarde de compras básicas. Pronto, o grupo de amigas está prestes a entrar ou não na armadilha. É uma questão de decisão e não agir por impulso. Uma comprinha parcelada na primeira loja: R$ 100,00 parcelados em 3x. Ah, mas essa blusa e essa calça ficaram tão perfeitas em mim. Mais uma parcelinha dá pra pagar né!!!! Estou precisando desse agradinho, afinal eu mereço!

Alguns dias se passaram e mais alguns gastos foram acrescidos à fatura do cartão. E chegou dia 20, dia do vencimento! A partir daí começa o aprendizado que passo hoje para vocês: será que o dinheiro será suficiente para pagar essa tarde toda de compras no shopping?

Muitas pessoas passam por esse impulso de satisfazer o momento presente, mas na hora em que chega a fatura…ai que dor! E a dor de cabeça só aumenta, porque não dispondo do dinheiro para pagamento total muitas pessoas pagam o mínimo ou o parcial, gerando o efeito bola de neve e a multiplicação de juros de uma forma que só prejudica a saúde financeira.

AS MAIORES E MELHORES DICAS: USE-AS COMO MANTRAS!

1. Jamais compre por impulso;

2. Evite parcelar toda e qualquer compra com o cartão de crédito;

3. Se necessário pense mil vezes sobre a necessidade da compra. Será que preciso mesmo?

4. Não deixe de criar suas metas para realizar seus sonhos, assim você não desvia dinheiro desnecessariamente para um prazer momentâneo;

5. Tente criar seu próprio orçamento. Por exemplo: esse mês posso gastar X e nada mais que isso;

6. Disponha o uso do cartão de crédito para algo que realmente necessite o parcelamento: uma TV, uma geladeira….itens com valor mais alto;

7. Nada de pagar os cafezinhos por aí com cartão de crédito. Quando chegar a fatura e você ver o total, não adianta reclamar depois!;

8. Experimente adotar o hábito de deixar o cartão em casa, assim você se previne de futuros desastres financeiros;

9. O cartão de crédito representa a praticidade para efetuar pagamentos e no momento da compra a sensação que temos é que realmente o item está pago. Só que não!!!;

10. Tente trabalhar suas emoções. Finanças e emoções não devem caminhar juntas. Não caia no azar de comprar algo caro só porque está passando por um término de relacionamento;

11. Pratique esportes. Os esportes ativam neurotransmissores que dão a sensação de prazer, te livrando da tentação das compras por impulso. Além de garantir qualidade de vida, de quebra você ainda ganha aquele corpitcho!

Usando corretamente o cartão de crédito você aproveita mais a vida, tem uma saúde financeira mais estável e sobra mais dinheiro para realizar seus sonhos. E o melhor de tudo, fica em paz consigo mesma sem ter que traçar estratégias e raciocínios para descobrir como pagar a temida fatura. Então, já aprenderam a lição de hoje, certo? Zero impulsividade!!!

Beijos e até o próximo post girls!

Ale Castro

 

 

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR!

COLUNA PLAYBOY: As jaquetas masculinas que irão bombar nesse inverno!

COLUNA PLAYBOY

20 de junho de 2017

Oi queridos,

O frio vem chegando e é hora de tirar as jaquetas do armário! Mas, nesse inverno minha sugestão para você é deixar sua tradicional jaqueta de couro de lado e abrir espaço para os novos modelos que irão bombar na temporada. Se você gosta de moda e não dispensa uma novidade, confira na coluna de hoje 4 modelos de jaqueta que estarão em alta e valem o investimento. A coluna está no ar!

Beijos

Carol

Clique na foto para acessar a matéria

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR!

COLUNA ALE CASTRO: Viva o presente, mas não esqueça o futuro….PARTE 2

COLUNA ALE CASTRO

2 de junho de 2017

No post passado falei sobre o consumismo no momento presente e a importância de ter uma reserva de emergência para eventualidades. Com o passar dos anos os hábitos de consumo vão mudando, as necessidades de consumo também e a recolocação no mercado trabalho se torna lamentavelmente mais difícil. Esse post tem como objetivo abrir sua mente para fazê-la pensar que o tempo pode ser seu amigo no processo de evolução da sua reserva de emergência!

Os juros compostos e o tempo são fatores decisivos para o acúmulo da sua riqueza. Seja qual for o tamanho dela, ela será a responsável pela sua tranquilidade daqui alguns anos. Não pense em querer depender da Previdência Social; se você estiver pensando assim ainda dá tempo de mudar sua rota! Estamos acompanhando os inúmeros noticiários sobre a reforma da Previdência e por aí já dá para ter uma ideia de que não é um bom negócio!!!

Resumindo tudo, a receita do bolo é essa: comece agora! Tenha você, 15, 20, 30 anos…comece já! Como eu disse, é o fator tempo aliado à multiplicação dos juros compostos que lhe garantirão uma aposentadoria tranquila. Comece poupando pequenos valores mensalmente para não desanimar no longo prazo. A cada vez que você resistir a uma compra por impulso saberá que está comprando uma vida financeira tranquila. Dependendo do plano de saúde escolhido, uma pessoa de 70 anos pode pagar até R$ 1 mil…imagine para um casal.


Retroceda alguns anos e imagine-se no momento da formação de sua família. Pois é, gastos com as despesas de casa, estudos para os filhos e outras coisas mais. Viu como a conta é grande? Isso é só para ter uma noção do que nos espera. Então bora começar um plano de riqueza para viver os anos da melhor idade tranquilamente?!

Beijos e até o próximo post!

Ale Castro

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR!

JÁ PRO CLOSET!

Bota de veludo

Dries Van Noten

US$ 593

Óculos de sol

Miu Miu

R$ 1869,00

Loafer

Gucci

R$ 2.895,00

Perfume Beige - Extrato

Chanel

R$ 1.405,00

Bolsa Dragon

Gucci

R$ 9.060,00

Bota Wonderland

Louis Vuitton

R$ 5.200,00

INSTAGRAM: @caroline.ronconi