CAROLINE RONCONI

NEWSLETTER

Receba as publicações do site!

 

COLUNA ALE CASTRO: A importância da educação financeira para nossos filhos

COLUNA ALE CASTRO

8 de setembro de 2017

Olá meninas!

Hoje o papo é mais direcionado às mulheres que são mamães. Nossa sociedade está cada dia mais consumista, e os filhos vão se inserindo cada vez mais rápido nesse contexto. A influência das redes sociais acelera esses passos e por isso a atenção dos pais com seus filhos na abordagem do assunto dinheiro x consumismo deve ser bem direcionada.

Bons hábitos praticados pelos pais, a exemplo da boa alimentação e educação, já sabemos que são fáceis de serem inseridos numa relação familiar, e consequentemente possíveis de se exteriorizar. E assim também deve ser o relacionamento com o dinheiro em casa. Eu sei que a tarefa não é fácil e não existe cartilha com passo-a-passo para se promover isso numa casa, mas acredito no poder dos pequenos bons hábitos e das pequenas ações praticadas repetidamente. O despertar da consciência para o consumo correto é fundamental, principalmente em filhos adolescentes. Os fatores externos forçam muito o consumo sem critérios e nesse meio estão os adolescentes em pleno momento de desenvolvimento de personalidade. PENSE NISSO!

Em casa devemos promover ações que possam ser repetidas por nossos filhos e futuramente compartilhadas. Saber como argumentar sobre a importância de adiar uma compra por impulso para ter algo mais substancioso lá na frente é importante também. A famosa “mesada” será o melhor exercício para colocar essas ideias na prática. Nesse momento os filhos desenvolverão sua inteligência financeira, pois com uma pequena quantia em mãos definirão suas prioridades. E com essa prática o lidar com o dinheiro de forma saudável e organizada já será uma constante na evolução de suas vidas. A principal ideia não é privar-se de fazer coisas, mas sim administrar o dinheiro de forma correta para o perfeito equilíbrio. Equilíbrio é peça-chave nesse processo de educação.

Gostaram do tema de hoje? Espero que sim! Compartilhem com todas as amigas-mamães e futuras mamães, pois desenvolver esta consciência nos filhos também faz parte do processo de educação. Aguardo vocês na próxima semana!

Beijos,

Ale Castro

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR!

COLUNA ALE CASTRO: Qual valor você dá para os seus sonhos?

COLUNA ALE CASTRO

14 de julho de 2017

O que vale mais a pena para você: conquistar aquela bolsa badalada que todas as suas amigas estão usando ou fazer uma viagem incrível e se encher de cultura e experiências? Por experiência própria digo que não existe dinheiro mais bem gasto do que uma viagem. Ou então, reservar um dinheiro para daqui alguns anos aproveitar o melhor da vida com sua família? Pois é, agora fiz você pensar não é? O objetivo é esse mesmo!

Todos nós temos sonhos de curto, médio e longo prazo. E são esses sonhos que nos motivam a viver, a correr atrás deles e darmos o nosso melhor para realizá-los. O dinheiro é um facilitador para a realização dos seus sonhos e não deve ser algo que tire o sono. Você já parou para colocar no papel o que quer para si, para hoje e para daqui alguns anos? Então faça isso! Pratique esse exercício e torne isto um hábito! Escreva suas metas no papel, visualize-as todos os dias e mãos à obra! Quando você faz a visualização a vontade fica mais forte e assim você começa a buscar meios para concretizá-las!

A questão do sobrar dinheiro para realizar as metas deve começar desde já. Você não deve esperar somente para quando estiver ganhando determinado valor de salário para pensar em administrar melhor o que tem. Se você agir assim, vai demorar mais ainda para alcançar o que quer. Poupar para realizar o que se sonha deve começar antecipadamente, e assim o tempo será o seu maior aliado. E aliada ao tempo, deve estar sua disciplina em resistir ao consumismo presente para realizar o sonho futuro.

E então prontas para listar suas metas? Pensem muito no que querem realmente, o que faz seus olhos brilharem e a mente viajar longe! Encontro vocês na próxima semana!

Beijos

Ale Castro

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR!

COLUNA ALE CASTRO: Como evitar o efeito bola de neve no cartão de crédito?

COLUNA ALE CASTRO

7 de julho de 2017

Vamos começar o texto dessa sexta?!

Que mulher resiste à tentação do cartão de crédito? Ah, vamos ao shopping comprar umas coisas que estou precisando? E lá vamos nós com o grupo de amigas para uma tarde de compras básicas. Pronto, o grupo de amigas está prestes a entrar ou não na armadilha. É uma questão de decisão e não agir por impulso. Uma comprinha parcelada na primeira loja: R$ 100,00 parcelados em 3x. Ah, mas essa blusa e essa calça ficaram tão perfeitas em mim. Mais uma parcelinha dá pra pagar né!!!! Estou precisando desse agradinho, afinal eu mereço!

Alguns dias se passaram e mais alguns gastos foram acrescidos à fatura do cartão. E chegou dia 20, dia do vencimento! A partir daí começa o aprendizado que passo hoje para vocês: será que o dinheiro será suficiente para pagar essa tarde toda de compras no shopping?

Muitas pessoas passam por esse impulso de satisfazer o momento presente, mas na hora em que chega a fatura…ai que dor! E a dor de cabeça só aumenta, porque não dispondo do dinheiro para pagamento total muitas pessoas pagam o mínimo ou o parcial, gerando o efeito bola de neve e a multiplicação de juros de uma forma que só prejudica a saúde financeira.

AS MAIORES E MELHORES DICAS: USE-AS COMO MANTRAS!

1. Jamais compre por impulso;

2. Evite parcelar toda e qualquer compra com o cartão de crédito;

3. Se necessário pense mil vezes sobre a necessidade da compra. Será que preciso mesmo?

4. Não deixe de criar suas metas para realizar seus sonhos, assim você não desvia dinheiro desnecessariamente para um prazer momentâneo;

5. Tente criar seu próprio orçamento. Por exemplo: esse mês posso gastar X e nada mais que isso;

6. Disponha o uso do cartão de crédito para algo que realmente necessite o parcelamento: uma TV, uma geladeira….itens com valor mais alto;

7. Nada de pagar os cafezinhos por aí com cartão de crédito. Quando chegar a fatura e você ver o total, não adianta reclamar depois!;

8. Experimente adotar o hábito de deixar o cartão em casa, assim você se previne de futuros desastres financeiros;

9. O cartão de crédito representa a praticidade para efetuar pagamentos e no momento da compra a sensação que temos é que realmente o item está pago. Só que não!!!;

10. Tente trabalhar suas emoções. Finanças e emoções não devem caminhar juntas. Não caia no azar de comprar algo caro só porque está passando por um término de relacionamento;

11. Pratique esportes. Os esportes ativam neurotransmissores que dão a sensação de prazer, te livrando da tentação das compras por impulso. Além de garantir qualidade de vida, de quebra você ainda ganha aquele corpitcho!

Usando corretamente o cartão de crédito você aproveita mais a vida, tem uma saúde financeira mais estável e sobra mais dinheiro para realizar seus sonhos. E o melhor de tudo, fica em paz consigo mesma sem ter que traçar estratégias e raciocínios para descobrir como pagar a temida fatura. Então, já aprenderam a lição de hoje, certo? Zero impulsividade!!!

Beijos e até o próximo post girls!

Ale Castro

 

 

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR!

JÁ PRO CLOSET!

Bota de veludo

Dries Van Noten

US$ 593

Óculos de sol

Miu Miu

R$ 1869,00

Loafer

Gucci

R$ 2.895,00

Perfume Beige - Extrato

Chanel

R$ 1.405,00

Bolsa Dragon

Gucci

R$ 9.060,00

Bota Wonderland

Louis Vuitton

R$ 5.200,00

INSTAGRAM: @caroline.ronconi