CAROLINE RONCONI

NEWSLETTER

Receba as publicações do site!

 

COLUNA ALE CASTRO: 4 dicas para você investir na bolsa certa

COLUNA ALE CASTRO

22 de setembro de 2017

Olá meninas…

Finalmente chegou sexta-feira e mais um dia com dicas na Coluna Ale Castro! Hoje a pauta é sobre bolsa, mas não a bolsa de valores e sim nossa companheira de todos os dias! Quero mostrar para vocês como podemos escolher um modelo que se adeque às necessidades do nosso cotidiano e ainda ficar dentro do orçamento. Ter várias bolsas é um verdadeiro fetiche para nós mulheres, mas com um bom filtro no olhar podemos otimizar espaço no guarda-roupa. Vamos começar?

  1. As marcas em geral oferecem modelos lindos que dá vontade de comprar todos, mas vale o bom senso assim como para versatilizar looks. Portanto, opte por um modelo básico, com um espaço razoável, que realmente combine com sua rotina e que você possa combinar com várias produções.
  2. Essa mesma regra vale se você pretende investir em uma bolsa de grife: opte por um modelo que você possa usar várias vezes. Dessa forma, você terá custo e benefícios otimizados. Como exemplo de bolsa para a vida tenho a minha LV Speedy 30, que me permite estar arrumada para várias ocasiões mesmo usando All Star e um bom jeans.
  3. Os modelos fashionistas ou com detalhes mais incrementados são bem convidativos e bem-vindos ao nosso guarda-roupa também, porém acredito que 2 modelos no máximo são suficientes para quando você quiser criar um contraste ou dar uma valorizada em seus looks.
  4. Bolsas pequenas ou clutches também cabem na regra do bom senso: modelos usuais, cores combináveis e materiais com boa qualidade.

A REGRA DE OURO!

O segredo de tudo é você conhecer-se: conhecer sua rotina e estilo de vida. Dessa forma você não se deixa influenciar facilmente por modismos passageiros e que não fazem sentido com sua realidade. Saiba usar a moda como sua aliada!

 

Então já sabem meninas, compartilhem a dica e aguardo vocês na próxima sexta.

Beijos

Ale Castro

 

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR!

COLUNA ALE CASTRO: Como congelar seus gastos em 5 passos!

COLUNA ALE CASTRO

15 de setembro de 2017

Olá meninas…

Vamos aprender hoje dicas práticas de como congelar os gastos?! Quem já passou pelo momento do consumo desenfreado sabendo que não podia gastar, sabe como é difícil congelar os gastos nessa hora. A pressão psicológica é grande e então surge o conflito interno. Pensando nisso, as dicas de hoje são super praticáveis! Vamos conhecê-las?!

1- LEVE DINHEIRO NA CARTEIRA AO INVÉS DE CARTÕES DE CRÉDITO

Um cartão de crédito na carteira é válido se você tiver muita disciplina e for extremamente madura para lidar com as tentações de consumo.  Mas, se este não é seu caso, levar dinheiro na carteira te mostra exatamente o que você pretende (ou pode) gastar.

2- RESISTA À TENTAÇÃO DE GASTAR QUANDO SABE QUE NÃO DEVE GASTAR

Aprenda a substituir o passeio no shopping por momentos de aprendizado na internet. Eu sei que dói, mas vale a pena o sacrifício mediante a meta que você quer atingir. Vale assistir vídeos sobre coach, programação neurolinguística, finanças pessoais e até vídeos que ensinam sobre versatilizar looks. E, vamos combinar, que aprendizado é um investimento certeiro!

3- ANOTE TODOS OS SEUS GASTOS

Seja no computador, num caderninho ou até no aplicativo Guia Bolso. Dá pra você tomar aquele choque de realidade e ver se o seu dinheiro está indo embora e de que forma isso está acontecendo.

4- PRATIQUE ATIVIDADES ESPORTIVAS

É cientificamente comprovado que a prática de atividades físicas nos dá prazer e, melhor ainda, nos deixam focados para nossos objetivos. Você já tem sua atividade física predileta? Eu amo fazer caminhadas, me dá um foco incrível! Então bora dar tchau pro sedentarismo já!

5- TENHA METAS CLARAS PARA O USO DO DINHEIRO

Não queira ter metas apenas por tê-las. Idealize a viagem dos sonhos, independência financeira ou um tão sonhado intercâmbio. Querer ter metas apenas por tê-las gera insatisfação e a disciplina passa a perder sentido.

 

Pensem bem sobre essas dicas, pequenas mudanças ou correções em velhos hábitos são mais que bem-vindas e merecem ser compartilhadas. Então, que tal compartilhar o texto de hoje? Aguardo vocês para a próxima postagem!

Beijos,

Ale Castro

 

 

 

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR!

COLUNA ALE CASTRO: A importância da educação financeira para nossos filhos

COLUNA ALE CASTRO

8 de setembro de 2017

Olá meninas!

Hoje o papo é mais direcionado às mulheres que são mamães. Nossa sociedade está cada dia mais consumista, e os filhos vão se inserindo cada vez mais rápido nesse contexto. A influência das redes sociais acelera esses passos e por isso a atenção dos pais com seus filhos na abordagem do assunto dinheiro x consumismo deve ser bem direcionada.

Bons hábitos praticados pelos pais, a exemplo da boa alimentação e educação, já sabemos que são fáceis de serem inseridos numa relação familiar, e consequentemente possíveis de se exteriorizar. E assim também deve ser o relacionamento com o dinheiro em casa. Eu sei que a tarefa não é fácil e não existe cartilha com passo-a-passo para se promover isso numa casa, mas acredito no poder dos pequenos bons hábitos e das pequenas ações praticadas repetidamente. O despertar da consciência para o consumo correto é fundamental, principalmente em filhos adolescentes. Os fatores externos forçam muito o consumo sem critérios e nesse meio estão os adolescentes em pleno momento de desenvolvimento de personalidade. PENSE NISSO!

Em casa devemos promover ações que possam ser repetidas por nossos filhos e futuramente compartilhadas. Saber como argumentar sobre a importância de adiar uma compra por impulso para ter algo mais substancioso lá na frente é importante também. A famosa “mesada” será o melhor exercício para colocar essas ideias na prática. Nesse momento os filhos desenvolverão sua inteligência financeira, pois com uma pequena quantia em mãos definirão suas prioridades. E com essa prática o lidar com o dinheiro de forma saudável e organizada já será uma constante na evolução de suas vidas. A principal ideia não é privar-se de fazer coisas, mas sim administrar o dinheiro de forma correta para o perfeito equilíbrio. Equilíbrio é peça-chave nesse processo de educação.

Gostaram do tema de hoje? Espero que sim! Compartilhem com todas as amigas-mamães e futuras mamães, pois desenvolver esta consciência nos filhos também faz parte do processo de educação. Aguardo vocês na próxima semana!

Beijos,

Ale Castro

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR!

JÁ PRO CLOSET!

Bota de veludo

Dries Van Noten

Óculos de sol

Miu Miu

Loafer

Gucci

Perfume Beige - Extrato

Chanel

Bolsa Dragon

Gucci

Bota Wonderland

Louis Vuitton

INSTAGRAM: @caroline.ronconi